Será que vale a pena dividir o apartamento com um amigo?

Home /  Quero alugar um imóvel /  Será que vale a pena dividir o apartamento com um amigo?

  • 14/05/2018


Quando se pensa em alugar um apartamento, são várias questões para resolver: achar o lugar ideal, fechar o contrato, fazer a mudança e arcar com as despesas mensais.

Muitas pessoas pensam em dividir o apartamento com um amigo para reduzir despesas e ter alguém para compartilhar essa experiência. Mas será que vale a pena? Essa é uma decisão importante, então é preciso pensar bem antes de resolver o que fazer.

Pensando nisso, preparamos este post apresentando os prós e contras de cada opção, assim, você poderá fazer a melhor escolha. Continue a leitura!

 

Vantagens de dividir o apartamento

 

Economia

 

Um apartamento traz diversas despesas: aluguel, condomínio, água, luz, IPTU, internet etc. A divisão desses custos entre duas pessoas costuma sair mais barato do que morar sozinho.

Além disso, na hora de comprar os móveis, os custos também podem ser divididos, ou seja, fica bem mais fácil mobiliar a casa de forma completa quando se decide morar com um amigo.

 

Convívio social

 

Morando com alguém você terá sempre com quem conversar e dividir as suas experiências do dia a dia ou, até mesmo, ajudar diante de um problema pessoal.

Isso evita a sensação de solidão que morar sozinho pode trazer, além de garantir um companheirismo que vai auxiliar nas suas dificuldades.

 

Divisão das tarefas domésticas

 

Cuidar de um apartamento envolve várias tarefas domésticas: lavar e secar a louça, fazer comida, limpar o chão, lavar os banheiros, além dos cuidados com as roupas e eventuais manutenções.

Lidar com tudo isso é bastante cansativo, mas com outra pessoa no apartamento é possível dividir tarefas de acordo com a afinidade e a rotina de cada um, diminuindo o trabalho de todos.

Outro ponto é que, se vocês preferirem, dividindo as despesas fica mais fácil contratar alguém para fazer a faxina e se livrar dessas tarefas.

 

Desvantagens de dividir o apartamento

 

Falta de privacidade

 

Morar junto com alguém vai afetar a sua privacidade e, frequentemente, você terá que pensar duas vezes antes de fazer alguma coisa — como passar o dia de pijama na sala —, pois o seu amigo pode ter visitas.

Para quem gosta de passar mais tempo sozinho e não abre mão da privacidade, dividir a casa provavelmente não é a melhor escolha.

 

Criação de regras

 

Ter regras é muito importante na hora de dividir o apartamento, pois essa mudança envolve diversos fatores que precisam ser conversados, como:

  • divisão de despesas;
  • limpeza da casa;
  • serviços contratados;
  • visitantes.

Porém, a criação e cumprimento das regras pode causar algumas discussões, além de trazer limitações à liberdade de cada um, o que é uma grande desvantagem.

 

Decisões coletivas

 

Se você mora sozinho, também pode decidir tudo por conta própria: operadora de internet, cor da parede, organização de tarefas etc. Porém, dividindo o apartamento, todas as decisões devem ser feitas coletivamente, considerando a opinião de todos.

Esse fato pode ser um problema, já que, mesmo sendo amigos, nem sempre as opiniões são iguais. Isso acaba tirando um pouco da sua autonomia e significa abrir mão de itens que você considera essenciais.

 

Como escolher a melhor opção

 

Conhecendo os prós e contras fica mais fácil tomar uma decisão. Agora é hora de analisar o seu perfil para descobrir se essa é uma opção válida para você. Será que as vantagens compensam as desvantagens? Ou será que é melhor morar sozinho?

Para ajudar nessa escolha, é importante analisar o perfil do seu amigo. Avalie a personalidade e os defeitos: é comum que duas pessoas se deem muito bem, mas na hora de morar junto as personalidades não batem e causam diversos problemas.

Lembre-se que morar junto significa o aumento da convivência e a necessidade de dividir responsabilidades, por isso, é preciso pensar com calma se ele tem um perfil certo para compartilhar essa experiência com você. Caso tenha dúvidas, sente e converse com seu amigo para esclarecer os principais pontos sobre a mudança.

Esse é um passo fundamental para ter certeza de que o seu amigo é uma pessoa responsável e aumentar as chances de uma boa convivência ao dividir o apartamento.

Se você curtiu este post, siga as nossas páginas nas redes sociais — Facebook, Instagram, LinkedIn e Youtube — e fique por dentro das nossas atualizações!

[fbcomments]