• 15/01/2019
  • Lockey

Vai sair do imóvel? Entenda a que é importante ficar atento para não ser pego de surpresa



As relações de locação costumam ser tranquilas para a grande maioria das pessoas, especialmente quando elas contam com a ajuda de profissionais para intermediar os problemas e para elaborar os contratos. No entanto, ter precaução é muito importante, sobretudo se você está pensando em sair do imóvel no qual reside.

Para evitar contratempos ou qualquer dor de cabeça no futuro, é muito importante ficar atento quanto a alguns aspectos e tomar medidas estratégicas, de maneira que você não corra o risco de ser pego de surpresa. Quer descobrir como fazer isso? Então não deixe de conferir este conteúdo que preparamos sobre o tema!

 

A saída do imóvel

 

A situação mais desejável é sair do imóvel ao término do contrato, afinal, essa é a melhor maneira para que se evitam diversos problemas entre as partes. Sendo assim, caso o acordo se encerre e você não queira mais ficar na unidade, você deverá sair até a data de encerramento estipulada no ato da assinatura.

O ideal é que você notifique o dono da unidade com um mês de antecedência a respeito da sua saída. Isso pode ser feito de diversas maneiras, como com o envio de um e-mail ou outro meio que oficialize a notificação, para que haja valor legal. Durante esse período, devem ser quitadas as pendências e agendada uma vistoria.

 

A vistoria do imóvel

 

Muita gente já ouviu falar sobre a famosa vistoria de imóvel, mas é comum que boa parte das pessoas não entenda a sua real importância. Na realidade, essa é uma etapa fundamental, que visa trazer mais transparência para a relação de locação e, com isso, minimizar as chances de discordâncias entre as partes.

O ideal, em casos em que o locatário esteja para sair do imóvel, é agendar essa avaliação com, pelo menos, alguns dias antes da saída. Isso é essencial quando o proprietário não dá a aprovação, pois, dessa maneira, o inquilino contaria com algum tempo para fazer os ajustes demandados sem ter que pagar dias adicionais de aluguel.

Com a vistoria aprovada pelo locador e com todas as dívidas quitadas, você pode se concentrar na mudança e combinar a entrega das chaves. Caso seja verificada a necessidade de realização de reparos, eles devem ser feitos o quanto antes para que uma nova avaliação seja agendada.

 

Os acordos comuns na locação

 

Embora o mais comum seja sair ao final do contrato, existem outras situações que não são propriamente raras nas relações de locação. Se você desejar sair antes da data estipulada no acordo, será preciso pagar uma multa para a rescisão contratual. Entre em contato com a imobiliária responsável para que seja feito esse cálculo.

É preciso fazer a notificação oficial, com um mês de antecedência, para realizar o agendamento da vistoria e obter a sua aprovação da mesma maneira. No caso de desocupação por solicitação do proprietário, o dono do imóvel também precisa notificar o locatário formalmente, por meio de um documento, com o mesmo prazo.

Como você pode ver, sair do imóvel é mais simples do que parece, desde que as duas partes cumpram o que foi acordado e haja boa-fé entre os envolvidos.

Gostou de aprender como sair do imóvel sem dor de cabeça? Então confira também nosso artigo com os direitos e deveres do inquilino!

[fbcomments]